< voltar para o Blog

Funcional Consultoria é certificada pelo GPTW como um Excelente Lugar Para Trabalhar

Um excelente lugar para trabalhar!

A Funcional Consultoria foi certificada com o selo Great Place to Work Brasil. Os colaboradores da Funcional, que possui unidades em Cascavel (PR) e em Passo Fundo (RS), responderam à pesquisa de clima da consultoria global Great Place to Work, uma das certificações mais prestigiadas do mundo, e reconheceram as práticas em Gestão de Pessoas realizadas pela Funcional.

O selo GPTW é utilizado desde o fim dos anos 1980 para elencar empresas não a partir de métricas financeiras, mas a partir da percepção das pessoas que nelas trabalham. O método é simples: a consultoria Great Place to Work aplica um questionário aos colaboradores com vários requisitos que, juntos, estabelecem uma imagem geral que as pessoas têm do lugar onde trabalham. As perguntas propostas vão do clima organizacional à remuneração, da confiança na gestão à transparência e boas práticas do negócio. As respostas são somadas e se transformam em uma nota – acima de 70, a empresa é um “ótimo lugar para trabalhar” (a great place to work).

A Funcional ficou muito acima dessa média: a nota que os colaboradores deram para a empresa foi 90, o que a define como um “excelente lugar para trabalhar”. É a mesma pontuação média das 150 melhores empresas para se trabalhar no Brasil em 2020.

Como a Funcional conquistou o GPTW?

Cuidado com as pessoas. Essa é, sucintamente, a resposta para a pergunta acima. É sintomático, aliás, o fato de a empresa ter adquirido sua maior nota na pesquisa do GPTW em meio a uma pandemia, em que muitas organizações precisaram se adequar a um rol de mudanças estruturais no cotidiano de suas operações.

As psicólogas Ana Paula Krucheski e Amanda Ramos
com o diretor de P&D Rafael Brito.

“A pesquisa mostrou que nossas práticas de cuidado com as pessoas, são bem reconhecidas na empresa, buscamos sempre tomar as decisões e realizar ações que estejam sempre alinhadas com nossos valores. Buscamos que o valor ‘Cuidamos das Pessoas’ seja vivenciado no dia a dia”, explica Ana Paula Krucheski, psicóloga e supervisora de Gente e Cultura da Funcional.

“São ações como oportunidade de crescimento, desenvolvimento pessoal e profissional por meio de cursos e treinamentos, um ambiente agradável, comemorações de conquistas e um alinhamento de cultura e valores desde o processo seletivo. Nossos colaboradores relataram também sobre a preocupação que temos com o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional e sobre como eles fazem parte das decisões”, completa.

A equipe da Funcional, formada por 80 colaboradores, tem duas psicólogas dedicadas a Gestão de Pessoas. Para a psicóloga Amanda Figueira Ramos, analista de Gente e Cultura,  a psicologia organizacional favorece a uma gestão mais estratégica, gerindo o principal ativo da empresa: o colaborador.  “Nossos líderes estão cada vez mais próximos dos times, há sinergia entre as equipes e buscamos sempre manter nosso ambiente saudável, dinâmico, acolhedor e até mesmo desafiador”, ressalta Amanda.

Matheus Sobocinski, CEO da Funcional Consultoria.

O CEO da Funcional, Matheus Sobocinski, corrobora. “Ficou evidente que a maioria dos colaboradores acredita no projeto da Funcional e enxerga nossa evolução. Essa é uma empresa em que as pessoas podem realizar seus próprios propósitos: elas são, na verdade o combustível para que tudo continue em pé”, diz ele. Um resultado como esse, de fato, não é alcançado facilmente. Desde o processo de seleção até a relação entre a empresa e o colaborador, tudo conta para que ele se sinta em um lugar de excelência. Alguns dos vários pilares da posição da Funcional Consultoria como certificada como um Excelente Lugar Para Trabalhar poderiam ser resumidos nos seguintes tópicos:

Recrutamento e seleção: A experiência do candidato às vagas disponíveis já deve ser a melhor possível. Isso é feito, entre outras coisas, alinhando necessidades reais das equipes com matchs entre os postulantes (cultural, profissional, etc.), além de conversas que passam por várias etapas até chegarem à direção de Gente & Cultura.

Acolhimento dos novos colaboradores: o onboarding na Funcional começa quando o candidato recebe a ligação de proposta e envio de e-mail de boas-vindas, com toda a proposta oficializada para o aceite e envio de documentação totalmente digital. O novo colaborador é recebido da melhor forma possível pela empresa, com anúncios na rede social interna e com boas-vindas de toda a equipe Funcional. Há também uma integração que não termina no primeiro dia, mas que permanece em onboardings bimestrais, onde os novos colaboradores conhecem todos os setores da empresa e participam de um café com os diretores, conhecendo a história da empresa, objetivos e expectativas, bem como a direção da empresa tem a oportunidade de conhecer melhor os novos membros do time. Todos os novos colaboradores da Funcional ainda passam por um processo de feedback, aos 45 dias após sua chegada e ao completar 90 dias de empresa. Os resultados servem de termômetro para os processos seguintes.

Colaboradoras em momento de descontração na área gourmet.

Ambientes bem cuidados: para se ter um local sempre incrível de trabalho, o foco é sempre em uma comunicação transparente. A Funcional possui uma rede social interna, a FunSocial, que serve como um painel integrado de comunicações, interações, comunicados e, claro, de diversão. O espaço físico da consultoria também é todo trabalhado para o bem-estar de todos: a preocupação vai desde uma boa iluminação até a música ambiente, passando pelo ambiente externo verde com mesas e redes para horários de descansos, reuniões descontraídas ou happy hours, além de um espaço gourmet e cozinha equipada.

Comunicação com a alta gestão: as lideranças da Funcional sempre estão disponíveis para conversar com os colaboradores. Mais do que isso, há um estímulo para que os funcionários acessem seus líderes ou gestores de outras áreas, de forma que todos mantenham um diálogo constante. 

Benefícios para os colaboradores: a Funcional Consultoria criou até um programa de pontos, o FunPrize, que permite ao colaborador acumular pontos por indicações, tempo de casa, na ocasião do seu aniversário e em outras ações pontuais. Ele troca tudo por itens da FunStore, a loja da Funcional, que tem produtos exclusivos, como bolsas, malas, copos, canecas e livros.

O que vem pela frente?

Por ser uma empresa aberta a novas ideias e para ouvir os colaboradores, a diretoria está engajada para fazer da empresa um lugar ainda melhor. A pesquisa de clima GPTW trouxe perguntas abertas aos colaboradores, que puderam sugerir melhorias. “Todo conteúdo trazido será trabalhado”, foi o compromisso assumido pelo diretor de Planejamento e Desenvolvimento da Funcional, Rafael de Brittos Brito, na reunião online de comemoração com o time.

Para ele, a pesquisa é mais uma métrica para avaliar a empresa como um todo. “A nota e o reconhecimento não são apenas um trabalho da diretoria ou do Gente e Cultura, mas de todos os colaboradores: como nos tratamos, nos respeitamos, são práticas diárias que nos fazem construir um ambiente colaborativo e bom para se estar”, enfatizou.

Para seguir sendo uma excelente empresa para se trabalhar no Brasil, a Funcional quer investir ainda mais no desenvolvimento dos seus colaboradores. Esse projeto já está em pleno funcionamento.

Consultores de Cascavel (PR) e Passo Fundo (RS) em integração.

Os colaboradores ganham um auxílio formação para cursos de pós-graduação após um ano de empresa, têm prêmio trimestral por desempenho, são constantemente estimulados a participar de cursos e talks, quando não são integrados a treinamentos internos. Um exemplo é a chamada “Sexta de Desenvolvimento”, encontros no último dia da semana cujo objetivo é disseminar conhecimento por toda a empresa.

Em 2021, a Funcional também colocou à disposição de alguns colaboradores o Programa de Treinamento Frst Falconi, com foco no desenvolvimento de softs skills. “Já temos ações planejadas para dar continuidade ao trabalho, mas também novas ações, principalmente sobre o desenvolvimento das pessoas em softs skills – que é a base para muitas mudanças”, conta Ana Paula Krucheski, supervisora de Gente e Cultura da Funcional.

“Desejo que nosso ciclo continue evoluindo muito, porque queremos chegar cada vez mais longe juntos”, completa Sobocinski.